Sites Grátis no Comunidades.net
Cultura Nativa
Bebida do Gaúcho?
Chimarrão
Vinho
Ver Resultados

Rating: 4.0/5 (1772 votos)

ONLINE
4


 

 Total de Visitas    


Trajes de Prenda
Trajes de Prenda

   
Diretrizes

 


 1º O Traje : vestido ou saia e casaquinho, de uma ou duas peças, com a barra da saia no peito do pé, podendo ser godê, meio-godê, em panos, em babados ou evasês, com cortes na cintura, caderão ou corte princesa, atentando para a idade e estrutura física.    

 2º Mangas : longas, três quartos ou até o cotovelo; podendo ser lisas ou levemente franzidas (não bufantes), com aplicações de fitas, bordados, babadinhos ou similares, sem exagero, no máximo duas aplicações.   

3º Decote : geralmente sem decote. Admite-se, no máximo, um leve decote, com ou sem gola, sem expor os ombros e o seio, sem contrastar com o recato da mulher gaúcha.

4º Golas : se usadas, podem ser arredondadas, sobrepostas, tipo paletó, padre, com ou sem detalhes, sem exageros.

5º Enfeites : podem ser rendas, apliques, bordados, passa-fitas, gregas, fitilhos, fitas, viés, babadinhos lisos ou estampados miúdos, plissês, crochés, botõezinhos forrados, nervuras ou favos. Não sobrecarregar a fim de evitar a desfiguração dos modelos. A decoração com tecidos aplicados ou trabalhados com fitas que formam pontas de lanças e ondas devem ser evitados, optando-se pelos motivos florais, os quais compõem a tradição gaúcha.

6º Tecidos : podem ser lisos, estampados miúdos, xadrez miúdo, petit-pois, riscado discreto, de acordo com as estações climáticas. Não são permitidos apenas os tecidos transparentes sem forro,    slinck e similares, tecidos brilhosos (lamê, lurex e outros para uso à noite em festas não tradicionais)  e tecidos em cores contrastantes, chocantes ou fosforescentes.

7º Saia de Armação : deve ser discreta eleve, na cor branca. Se tiver babados, estes devem   concentrar-se no rodado da saia, diferentemente da indumentária típica baiana.

8º Cores : de acordo com a sincronia das cores e a relação com a idade e momento do uso  Evitar as cores contrastantes, chocantes e fosforescentes, assim como o preto (luto): a cor branca fica    convencionada para uso das noivas e debutantes. Não usar combinações com as cores da bandeira do Rio Grande do Sul.

9º Bombachinha : branca de tecido leve ou rendada, deve cobrir os joelhos. 

10º Meias : devem ser longas, brancas ou beges, para moças e senhoras. As mais maduras    podem usar meias de tonalidades escuras.  

 11º Sapatos : pretos, brancos ou beges; podem ter salto 5 ou meio salto com tira sobre o peito do pé, que abotoe do lado de fora.  

12º Cabelos : devem estar semi-presos, presos ou em tranças, enfeitados com flores discretas que podem ser naturais ou artificiais, sem brilhos e purpurinas, combinando com o vestido.As senhoras mais jovens, eventualmente, podem usar travessas simples ou com flores discretas e passadores nos cabelos que poderão estar semi-presos em coques ou penteados curtos. Fica facultado o não uso de enfeites nos cabelos das senhoras em respeito à idade ou ao gosto pessoal.  

13º Maquiagens : discretas ode acordo com a idade e o  momento social.

14º Acessórios Permitidos :
a) Fichu de seda com franjas ou de crochê, preso com  broche ou camafeu.
       

b) Chale (especialmente para as senhoras).        

c) Brincos (jóia ou semi-jóia) discretos.  

d) Um ou dois anéis (jóia ou semi-jóia).        

e) Camafeu ou broche.        

f) Capa de lã ou seda.        

g) Leque (senhoras ou senhoritas) em momentos não oreográficos.
h) Faixa de Prenda ou Crachá.
       

i) Chapéu (feminino) em ambientes abertos.

15º Acessórios Não Permitidos :
a) Brincos de plásticos ou similares coloridos
     

b) Relógio e pulseiras        

c) Luvas ou meia-luva de renda, crochê ou tecido (ressalva-se no uso do traje histórico urbano) 

d) Colares.        

e) Sombras e batons coloridos em excesso, uso de duos postiços, unhas pintadas em cores não convencionais (verde, azul, amarelo, prata, preto, roxo, etc.)        

f ) Sapatilhas do tipo ballet, amarradas na perna.        

g) Saias de armação com estruturas rígidas em arame, barbatanas e telas de nylon.   

 

Recomendações sobre o uso da indumentária da prenda em diferentes ocasiões
 

A ) Ocasiões Formais :   O uso da indumentária pelas moças e senhoras em ocasiões cerimoniosas e formais nos eventos tradicionalistas e de outros segmentos sociais merece especial atenção. Para tais momentos, use sempre manga longa ou três quartos (até 10cm acima do pulso) e comprimento ao peito do pé.Priorize o modelo, a cor e o tecido conforme a importância do evento e o  seu grau de envolvimento.São aconselháveis os tecidos mais nobres tais como as sedas, crepes, broderis, veludos, chamois e outros, todos em consonância com a estação climática. São exemplos de ocasiões especiais: bailes, casamentos, atos solenes, apresentações, desfiles, etc.  

 B ) Ocasiões Informais :
Nas situações do dia-a-dia do tradicionalismo, tais como, reuniões, visitas à asilo, creches,  escolas, etc. , vendas  de ingressos, divulgação de eventos, panfletagens, acampamentos, serviços no CIO e no rodeio, a prenda deve usar modelos, cores e tecidos mais simples. No verão, use um vestido com um leve decote, manga levemente acima do cotovelo e comprimento até o tornozelo, sem armação, ou ainda, saia e blusa, priorizando a leveza, a simplicidade e o bom gosto.
 

C ) Uso para cavalgar, festas campeiras e rodeios :

1° Capa sobre o tradicional vestido;              

2° Bombacha feminina - abotoada ao lado, sem bragueta e sem favos; blusa manga curta ou longa  com enfeites, fichu trespassado, botas ou botinhas, chapéu com fitas e flores.  

3° Bombacha feminina, fraque (casaquinho abotoado  na  frente), blusa com jabô, chapéu fitas ou flores, botas ou botinhas.
 

Diretrizes para Indumentária das Prendinhas – " Prendas Mirins "
1 - O Vestido das Prendinhas : deve ser de uma só peça, com a barra da saia 5 a 6 cm acima do tornozelo ou até a meia-canela, podendo ainda serem godê, meio godê, franzido, cortado à cintura ou com cintura baixa (não caderão), em modelos obedecendo os critérios e adequando-se à idade e à altura
 

2 - Mangas : longas, curtas (fofinhas) ou até o cotovelo, arrematadas com babadinhos.
 

3 - Tecidos : lisos, estampados miudinhos, xadrez bem  miudinho, petit pois não são permitidos os tecidos brilhosos, slinck, lurex e similares.   

4 - Cores : delicadas, suaves, conforme a idade. Evitar  cores contrastantes, chocantes, fosforescentes e fechadas, tais como, roxo, lilás preto, cinza, chumbo, musgo, ocre, encarnado, etc. Não usar preto, nem nos detalhes.

5 - Enfeites : podem ser rendas, apliques, bordados, passa-fitas, gregas, fitilhos, fitas, viés, babadinhos lisos ou estampados miúdos, plissês, crochês, botõezinhos forrados, Nervuras  ou favos, topes, laçarotes, alças sobre postas, palas e aventais. Não sobrecarregar a fim de evitar a desfiguração dos modelos. A decoração com tecidos aplicados ou trabalhados com fitas que formam pontas de lanças e ondas devem ser evitados, optando-se pelos motivos florais, os quais compões a tradição gaúcha.  

6 - Saia de Armação : Muitíssimas leve, discretissimas para as prendas maiores e opcional para as menorzinhas.

7 - Bombachinas : branca, de tecido leve ou rendada, cobrindo joelho.  

8 - Meias : longas, brancas, bege, azul, rosa e amarelo claros.

9 - Cabelos : soltos com fiaras de fita ou semi-presos com fitas.

10 - Acessórios Permitidos : brincos delicados, um anel (jóia ou semi-jóia), chapéu enfeitado com fitas ou mini-flores secas, em ambiente aberto; capa de seda ou lá, faixa de prenda ou crachá.



 


VEJA MODELOS  TRAJES DE PRENDA




 

          Página Inicial